ascovv.contato@gmail.com
Quero me Associar!
Últimas Notícias
Cursos e Eventos
IFRS OBRIGATÓRIO CPC PME
IFRS OBRIGATÓRIO CPC PME
(Cód. 1117 - ifrs)
De 01/11/2017 até 13/11/2017 - 09:00 as 17:00
CURSO PRÁTICO IFRS OBRIGATÓRIO CPC PME Data: 01, 08, 10 e 13/11/2017 Horário: 09h às 17h Carga horária: 28 horas Objetivo Explicitar de forma prática a obrigatoriedade do CPC PME, ou seja, contabilizar de acordo com as normas internacionais de contabilidade para pequenas e médias empresas. Relacionar de forma prática estas mudanças contábeis e os impactos na Lei 12.973/2014, como dividir estes lançamentos em subcontas distintas e relacionar estas alterações. Público Alvo Contabilistas, analistas, assistentes, auxiliares contábeis e demais profissionais envolvidos com a matéria. Instrutora Renata Santana Santos Contadora formada pela UFES – Universidade Federal do Espírito Santo, MBA em Gestão Empresarial pelo UNESC, Mestranda em Ciência Contábeis – Linha de Pesquisa: Planejamento Tributário pela FUCAPE. Professora do UNESC nos cursos de Ciências Contábeis e Administração, Professora convidada FUCAPE para MBA em Pequenas e Médias Empresas, sócia da Ensicon Contabilidade e Ensicon Cursos e Treinamentos. Programação 1º Etapa: ITG 1000: Microempresas e Empresas de Pequeno Porte Entidades abrangidas pelo ITG 1000. Critérios para adoção do ITG 1000. Definição de microempresa, pequena, media e grande empresa para fins da nova contabilidade. Adoção inicial da nova norma contábil. Formas de escrituração. Procedimentos para contabilização. Estoques – Reconhecimento e mensuração. Ativo imobilizado. Redução ao valor recuperável de ativos. Perdas com créditos de liquidação duvidosa. Demonstrações contábeis obrigatórias e opcionais. Balanço patrimonial. Demonstração do resultado do exercício. Notas explicativas às demonstrações contábeis. Plano de contas simplificado. Níveis do plano de contas. Carta de responsabilidade da administração. Resolução 1.418/12 – Comentários. 2º Etapa: CPC PME: Pequenas empresas e Empresas de Médio Porte Conceito de Pequenas e Médias Empresas. Resolução CFC 1255/09 e 1285/10. Apresentação das Demonstrações Contábeis. Balanço Patrimonial (Demonstração da Posição Financeira). Demonstração do Resultado e Demonstração do Resultado Abrangente. Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido e Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados. Demonstração dos Fluxos de Caixa. Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis Consolidadas e Separadas. Políticas Contábeis, Estimativas e Erros. Instrumentos Financeiros. Estoques. Investimentos em Controladas e Coligadas e Investimentos em Empreendimentos Controlados em Conjunto (Joint Ventures). Propriedade para Investimento. Ativo Imobilizado e Ativos Intangíveis Exceto Ágio por Expectativa de Rentabilidade Futura (Goodwill). Combinações de Negócios e Ágio por Expectativa de Rentabilidade Futura (Goodwill). Arrendamento Mercantil (Leasing). Provisões e Contingências. Passivo e Patrimônio Líquido. Receitas. Subvenções Governamentais. Custos de Empréstimos. Pagamento Baseado em Ações. Redução ao Valor Recuperável de Ativos. Benefícios a Empregados. Tributos sobre o Lucro. Conversão de/para Moeda Estrangeira. Eventos Subsequentes ao Término do Exercício. Divulgações sobre partes Relacionadas. Atividades Especializadas. Material didático online. Certificado emitido online após avaliação do curso. Parcelamento das inscrições em até 4X sem juros. Para parcelamento, entre em contato no telefone 3062-2057 ou pelo email ascovv.contato@gmail.com
Simples Nacional - ALTERAÇÕES DO SIMPLES NACIONAL PARA 2018: “O novo Simples Nacional”
Simples Nacional - ALTERAÇÕES DO SIMPLES NACIONAL PARA 2018: “O novo Simples Nacional”
(Cód. 0817a)
De 28/08/2017 até 28/08/2017 - 13:00 as 17:00
ALTERAÇÕES DO SIMPLES NACIONAL PARA 2018: “O novo Simples Nacional” >>INSCRIÇÕES GRATUITAS PARA ASSOCIADOS ACV e ASCOVV.<< PÚBLICO ALVO: - Profissionais da Contabilidade, Empresários contábeis e Analistas Fiscais. OBJETIVOS: - Apresentar todas as mudanças estabelecidas na LC 155/2016 que promoveu alterações significativas no Simples Nacional, dentre as quais se destacam: a) Novo teto: de R$ 3.6 milhões para R$ 4.8 milhões; b) Novas alíquotas e tabelas (anexos); c) Novas atividades; d) Cálculo da “massa salarial” para empresas de atividade intelectual; e) Novo redutor de receita bruta; f) Alterações no parcelamento de débitos; g) Novas regras para o MEI. INSTRUTOR: Adriano de Figueiredo Ferreira – Contador, Professor de Contabilidade e Finanças, Pós Graduando em Finanças, Auditoria e Controladoria pela FGV, Consultor e Instrutor do SEBRAE/ES, Autor do Guia Prático do Simples Nacional;
Veja todos os cursos!
INDICADORES
NOSSOS PARCEIROS
Newsletter
Cadastre-se aqui e receba todas nossas novidades!
Curta Nosso Facebook